28/5/2018

Publicado em 28 de maio de 2018

DIÁRIO CATARINENSE

Ônibus, escolas e postos de combustíveis: veja como ficam os serviços nesta segunda em SC
A greve dos caminhoneiros continua causando efeitos para moradores de todas as regiõs de Santa Catarina. Mais de 200 comboios foram feitos em 40 horas para garantir alguns serviços básicos no Estado, mas ainda assim, efeitos como horário reduzido de transporte coletivo, coleta de lixo e aulas canceladas estão previstos nesta segunda-feira. Confira como devem ficar estes serviços:

GRANDE FLORIANÓPOLIS
Educação: A UFSC, a Udesc e o IFSC não terão aulas nesta segunda-feira. A Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) também suspendeu as aulas de segunda nos campi de Florianópolis e Pedra Branca, em Palhoça. Ao menos três escolas estaduais ligadas à Gered Florianópolis não terão aulas segunda. Em Biguaçu e em Palhoça, aulas da rede municipal também estão suspensas nesta segunda. Em São José e Florianópolis as aulas da rede municipal ocorrem normalmente.
Transporte coletivo: Em Florianópolis, o transporte coletivo continua nesta segunda-feira com os ônibus circulando em horário de sábado. O mesmo ocorre com o transporte coletivo de Palhoça, São José e Biguaçu.
Coleta de lixo: A Prefeitura da Capital informou que conseguiu a liberação de combustível serviços emergenciais como a Comcap. Com isso, o serviço permanecerá ativo. Em São José e Palhoça o serviço deve ocorrer com restrições.

NORTE
Educação: Nenhuma escola estadual ligada à Gered Joinville terá aula suspensa nesta segunda. As aulas da rede municipal em Joinville também serão mantidas até quarta-feira. A faculdade Ielusc de Joinville suspendeu as aulas destas segunda e terça-feira. Também não haverá aula segunda e terça na UFSC em Joinville, Unisociesc e na Faculdade Cenecista de Joinville. Na Udesc Joinville não haverá aula nesta segunda, apenas serviços administrativos. Em São Francisco do Sul, a rede municipal não terá aulas segunda.
Saúde: Os serviços nas unidades básicas de saúde de Joinville continuam normalizados até quarta-feira e os Pronto Atendimentos (PA Norte, Sul e Leste) continuam atendendo normalmente, priorizando casos urgentes. No Hospital Municipal São José os serviços continuam normalizados, mas é monitorado o fornecimento de insumos necessários para a manutenção da alimentação e atendimento urgentes.
Coleta de lixo: O serviço de coleta de lixo mantém o atendimento normalizado até quarta-feira.
Água: A Companhia de Águas de Joinville mantém o atendimento normalizados no tratamento de água nas estações, mas será avaliada a necessidade de solicitação de apoio de comboio para a coleta de insumos necessários para a manutenção do serviço.
Transporte público: O serviço de transporte público em Joinville tem combustível para manter o atendimento até quarta-feira.
Combustível: Com restrição no fornecimento à população, a Prefeitura de Joinville solicitou escolta da Polícia Militar para a coleta e transporte de combustível ou insumos necessários aos abastecimentos prioritários.

VALE DO ITAJAÍ
Blumenau
Educação: segundo a Secretaria de Educação, o atendimento nas escolas e creches municipais será feito normalmente nesta segunda-feira. As escolas da rede estadual também terão aula normal. Uma avaliação deve ser feita para definir a situação para a terça-feira. A Furb suspendeu as aulas nesta segunda-feira.
Transporte Coletivo: as medidas definidas pelo Seterb e pela Blumob suspendeu a operação no sábado à tarde e no domingo, mas garantiu a circulação do transporte coletivo nesta segunda-feira em Blumenau. O padrão adotado será o mesmo da sexta-feira, sem a circulação dos ônibus em determinados períodos. Das 3h40 às 4h30, o transporte seguirá mantido para o deslocamento dos trabalhadores das fábricas. Durante a segunda-feira, não haverá ônibus nos intervalos das 4h30min às 6h, das 8h às 11h, das 14h às 17h e das 19h às 21h30. A operação se encerra às 22h45min.
Saúde: nesta segunda-feira, o atendimento dos AGs da Velha, Garcia, Fortaleza e Itoupava Central será feito até as 22h, duas horas a menos que o normal. O motivo é a redução nos horários do transporte coletivo. Os outros três AGs – Escola Agrícola, Badenfurt e Centro – atenderão a população em seus horários normais – até às 21h.
Água e coleta de lixo: O Samae informou que abastecimento de água segue normal nos próximos dias. Mesmo assim, pede que os consumidores utilizem água de forma consciente. A coleta de lixo, tanto seletiva quanto convencional, ocorre normalmente nesta segunda e terça-feira.
Gasolina: abastecimento segue restrito, com reserva apenas para viaturas de Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.
Itajaí
Educação: as aulas da rede municipal estão mantidas e ocorrem normalmente nesta segunda-feira. Apenas duas escolas da rede estadual, Nilton Kucker, no bairro Vila Operária, e Victor Meirelles, no Centro, não terão aulas. Nas demais unidades da rede estadual as aulas ocorrem normalmente. A Univali cancelou as aulas desta segunda-feira.
Transporte coletivo: a empresa Transpiedade informou que irá manter as linhas normalmente nesta segunda-feira.
Saúde: cirurgias eletivas e consultas estão suspensas nos hospitais e serão priorizados atendimentos de urgência e emergência. As unidades de saúde estarão abertas em horário normal.
Água e coleta de lixo: O Serviço Municipal de Água, Saneamento Básico e Infraestrutura (Semasa) informa que o abastecimento de água está operando normalmente. Porém, orienta a população para que preventivamente economize água. A Ambiental Limpeza Urbana informa que a coleta dos resíduos urbanos poderá sofrer alterações com a escassez de combustível. Os trabalhos estão mantidos, mas a recomendação da empresa é que a população fique atenta à passagem do caminhão coletor e não deixe o lixo na calçada caso haja alteração no cronograma normal.
Gasolina: abastecimento segue restrito, com reserva apenas para viaturas de Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.
Balneário Camboriú
Educação: as aulas da rede municipal e da rede estadual de Balneário Camboriú estão suspensas nesta segunda-feira.
Transporte Coletivo: Nesta segunda e terça-feira, a empresa Expressul informou que os ônibus circularão em horário de domingo. A medida foi tomada para economia de combustível. Nova avaliação deve ser feita nessa segunda.
Saúde: no Hospital Municipal Ruth Cardoso, as cirurgias eletivas foram suspensas temporariamente. As consultas ambulatoriais e tratamentos fora do domicílio também estão canceladas. Serão mantidas somente para pacientes que fazem tratamento oncológico e diálise. As unidades de saúde trabalham normalmente, mas podem ter que ceder servidores para o Hospital Ruth Cardoso, já que muitos profissionais da unidade hospitalar são de fora do município e podem ter dificuldade de deslocamento.
Água e coleta de lixo: a autarquia de tratamento de água informou que ainda tem os produtos para tratamento ao longo desta semana e o abastecimento está normalizado. No entanto, também reforçou o pedido de economia aos consumidores. A coleta de lixo também deve funcionar normalmente nesta segunda-feira.
Gasolina: abastecimento segue restrito, com reserva apenas para viaturas de Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

OESTE
Educação: Em Chapecó, a UnoChapecó e a Unoesc cancelaram expediente e aulas nesta segunda. Apenas duas escolas estaduais ligadas à Gered Chapecó não terão aulas segunda. Aulas da rede municipal, transporte escolar e alimentação operam normalmente.
Transporte público: Previsão de funcionamento normal nesta segunda e terça em Chapecó.
Coleta de lixo: Serviço interrompido a partir desta segunda em Chapecó, com recolhimento apenas em pontos críticos.
Combustível: O fornecimento à população de Chapecó continua restrito, com reserva apenas para veículos das forças de segurança e saúde.

SERRA
Educação: A Prefeitura de Lages suspendeu as aulas desta segunda por ter dificuldades com transporte escolar, distribuição de gás de cozinha e fornecimento de itens para a merenda. Ao menos 18 escolas estaduais ligadas à Gered de Lages também não terão aulas segunda.
Combustível: Abastecimento permanece restrito em Lages.
Saúde: Uma operação especial da Defesa Civil de Lages viabilizou o transporte de uma carga de 1,5 mil quilos de gás de cozinha para o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, que deve manter a normalidade por uma semana.

SUL
Educação: Ao menos 16 escolas da rede estadual no Sul tiveram as aulas suspensas para esta segunda-feira nas regiões de Criciúma (10), Araranguá (4), Tubarão (1) e Laguna (1). Na rede municipal estão suspensas as aulas desta segunda em Laguna, Tubarão, Braço do Norte, Lauro Müller e Maracajá. Quanto ao ensino superior, UFSC, Unesc, Satc, Unisul e Esucri também suspenderam as aulas de segunda-feira, assim como unidades do IFSC na região.
Saúde: Os principais hospitais da região estão atendendo apenas no pronto-socorro e pacientes já internados. As cirurgias eletivas foram adiadas, seguindo orientação da Secretaria de Estado de Saúde.
Transporte público: Os ônibus em Criciúma vão circular nesta segunda com horário de tabela: 6h30 às 8h30, 11h30 às 13h30, 16h30 às 19h.


ANDERSON SILVA

AS285

MOACIR PEREIRA

MP285

SITE JUSCATARINA

Presidente do TJSC suspende expediente e prazos processuais até dia 1º de junho
O presidente do TJSC, desembargador Rodrigo Collaço, publicou resolução na noite deste domingo suspendendo o expediente, audiência e prazos processuais da justiça catarinense até o dia 1º de junho, em razão da mobilização dos caminhoneiros no Estado.
O presidente do TJSC ainda instituiu um Gabinete de Crise formado por OAB/SC, MPSC, Defensoria Pública, Procuradoria do Estado, Associação dos Magistrados, Secretarias de Estado da Justiça e Cidadania e da Segurança Pública, que realizará reuniões conjuntas e diárias para monitorar a paralisação e suas consequências.
Leia o documento abaixo:
O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SANTA CATARINA, no uso de suas atribuições legais e regimentais, considerando o agravamento da dificuldade de circulação de pessoas e de veículos oficiais e particulares em todo o país em razão da greve geral de caminhoneiros e o desabastecimento de combustíveis em muitos municípios catarinenses provocados por essa paralisação,
RESOLVE:
Art. 1º Ficam suspensos o expediente forense e os prazos processuais no Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina nos dias 28, 29 e 30 de maio e 1º de junho de 2018.
§1º – Excetuam-se das suspensões previstas no caput deste artigo:
I — os serviços da recepção, de copa e cozinha, de limpeza, do audiovisual, de transporte, de cerimonial, da Secretaria do Tribunal Pleno e de segurança institucional do Tribunal de Justiça necessários à realização da cerimônia de posse do desembargador Luiz Antônio Zanini Fornerolli, que será realizada no dia 28 de maio de 2018; e
II os atos da Comissão de Concurso para Ingresso na Carreira da Magistratura do Estado de Santa Catarina designados para os dias 28, 29 e 30 de maio de 2018, incluídos os serviços de apoio necessários à sua realização.
§2º – As suspensões previstas no caput deste artigo serão reavaliadas diariamente e poderão ser revistas a qualquer momento.
§3º – Os casos urgentes serão atendidos nas comarcas e no Tribunal de Justiça pelo plantão judiciário.
Art. 2º Fica instituído, enquanto perdurar a greve dos caminhoneiros e os seus efeitos, o Gabinete de Crise, constituído:
I — do Presidente do Tribunal de Justiça;
II — do 1º Mce-Presidente do Tribunal de Justiça;
III — do Corregedor-Geral da Justiça;
IV — do 2º Mce-Presidente do Tribunal de Justiça;
V — do 3º Vice-Presidente do Tribunal de Justiça;
VI — do Mce-Corregedor-Geral da Justiça; VII — do Diretor-Geral Administrativo; e VIII — do Diretor-Geral Judiciário.
§1º – Também participarão do Gabinete de Crise, como membros convidados, representantes:
ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE JUSTIÇA
I — do Ministério Público do Estado de Santa Catarina;
II — da Ordem dos Advogados do Brasil — Seccional de Santa Catarina;
III — da Defensoria Pública do Estado de Santa Catarina; IV — da Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina;
V — da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania; VI — da Secretaria de Estado da Segurança Pública; e VII — da Associação dos Magistrados Catarinenses.
§2º – Competirá ao Gabinete de Crise avaliar a situação gerada pela greve dos caminhoneiros e seus reflexos para o funcionamento do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina, propondo ao Presidente do Tribunal de Justiça a adoção de medidas emergenciais para minimizar o impacto da paralisação aos jurisdicionados.
§3º – O Gabinete de Crise se reunirá diariamente às 14h30min, a partir do dia 28 de maio de 2018.
Art. 3º – Esta resolução entra em vigor no dia 28 de maio de 2018.

SITE MPE/SC

MPSC suspende as atividades nesta segunda-feira, 28/5
A sede da PGJ e todas as Comarcas do Estado atendem em regime de plantão. O MPSC também integra um gabinete de crise em conjunto com o TJ, a OAB, a Defensoria Pública do Estado,a AMC e órgãos do Executivo.
Em decorrência do considerável quadro de instabilidade em diversos setores, do desabastecimento dos combustíveis e da redução na oferta de transporte público, que prejudicam o deslocamento de Membros, Servidores e Colaboradores em todas as instalações do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a Procuradoria-Geral de Justiça suspende o expediente – e os prazos – do MPSC em todas as suas unidades, a partir desta segunda-feira, 28 de maio de 2018, mantendo, na Sede da Procuradoria-Geral de Justiça e em todas as Comarcas do Estado, atendimento em regime de plantão.
A manutenção da suspensão do expediente será avaliada diariamente.
Gabinete de Crise
O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), em conjunto com o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), a Defensoria Pública do Estado de Santa Catarina (DPE), a Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina (OAB-SC), a Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina, a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania, a Secretaria de Estado da Segurança Pública e a Associação dos Magistrados Catarinenses, anuncia a constituição de um Gabinete de Crise comum, unindo esforços para a avaliação diária da situação do abastecimento e atendimento básico aos serviços essenciais e para a adoção de providências no Estado catarinense.No âmbito do MPSC, as reuniões do Gabinete Gestor de Crise (GGC) ocorrerão diariamente, na Procuradoria-Geral de Justiça, no Centro de Florianópolis. O primeiro encontro ocorre nesta segunda-feira (28/5).

SITE GOVERNO DE SC

Em carta aos catarinenses, governador faz apelo à união e ao bom senso
Depois de uma semana de paralisação dos caminhoneiros, com grande impacto no cotidiano das pessoas, o governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira, decidiu dirigir-se diretamente aos cidadãos catarinenses e a todos os aqui vivem. Por meio de carta, o governador faz um apelo à união e ao bom senso, lembrando que a preservação da vida e do bem estar da sociedade é de responsabilidade de todos. Abaixo a íntegra do documento:
Carta ao povo catarinense
Santa Catarina sempre venceu as dificuldades através da união de seu povo. Nenhum desastre natural ou tragédia nos deixou derrotados. Saímos de todos eles mais fortes e unidos.
Agora, mais uma vez, somos colocados frente a frente com um desafio. E, a exemplo do que já fizemos, de novo será a união do povo catarinense que vai fazer com que os obstáculos sejam superados.
Reconhecemos como legitima a manifestação dos caminhoneiros, trabalhadores responsáveis pelo transporte de tudo o que mantém a sociedade em funcionamento. São eles que transportam nosso alimento, a água, nossos medicamentos, o combustível que abastece nossos carros e que faz toda a nossa economia andar.
Todos nós brasileiros pagamos a conta de uma política de preços do combustível equivocada e contrária às necessidades da população. O litro do combustível varia da noite para o dia. O trabalhador não sabe quanto vai gastar no mês para abastecer seu carro, seu caminhão, seu meio de transporte.
Mas Santa Catarina faz a sua parte. Temos o menor imposto sobre o combustível. Trabalhamos para não aumentar tributos e estamos reduzindo gastos públicos. Priorizamos o desenvolvimento e o reconhecimento à força do trabalhador catarinense.
Hoje, domingo, quando a greve chega ao seu 7º dia, nossas famílias já sofrem os impactos da paralisação que tomou conta do Brasil. Não desejamos que estes problemas se ampliem. Por isso, o bom senso precisa prevalecer para que os serviços básicos, necessários para o bem estar da população, não parem.
Neste momento difícil, a palavra de ordem é união. Os nossos representantes estão dialogando com os grevistas, o que até agora tem permitido que os insumos básicos passem pelas barreiras, nos pontos de bloqueio. Mais de 90% das escolas serão mantidas abertas. Delegacias não fecham. Policiamento funciona dentro da normalidade. O estoque de medicamentos está garantido. Os hospitais operando. Cirurgias eletivas serão remanejadas. Nossa água está sendo tratada.
Mas os catarinenses precisam de combustível. Quando falta combustível, falta trabalho, falta emprego, falta salário. Nossas famílias são todas atingidas. Por isso, precisamos da sensibilidade e apoio de todos. Unidos, venceremos mais este desafio. E mais uma vez seremos reconhecidos pela nossa capacidade de superação. A responsabilidade é de todos nós.
Eduardo Pinho Moreira