2 e 3/8/2014

Publicado em 4 de agosto de 2014

DIÁRIO CATARINENSE

Candidatos por região – Disputa acirrada ao Legislativo
Santa Catarina tem recorde de candidatos para Assembleia e Câmara, mas maior parte se concentra na Grande Florianópolis
Se faltar opção ao eleitor catarinense na hora de escolher candidatos a deputado estadual ou federal não será por uma questão numérica. Somando candidatos à Assembleia Legislativa e à Câmara, as eleições deste ano apresentam recorde de registros. Ao mesmo tempo, a análise dos domicílios eleitorais dos postulantes mostra forte concentração regional.
A corrida pelas 40 vagas de deputado estadual conta com 465 nomes registrados. Mesmo descontando as 19 renúncias já protocoladas e possíveis candidaturas rejeitadas pela Justiça Eleitoral, a quantidade deve superar em muito os 320 postulantes de 2010 – que eram, na época, o maior número da história de SC.
A maior variedade não esconde a concentração das candidaturas. A reportagem do DC cruzou todos nomes dos concorrentes com as listas de filiação partidária da Justiça Eleitoral em busca dos domicílios eleitorais dos candidatos. O levantamento mostra que dos 446 nomes ainda no páreo, 34,5% têm base política em municípios da Grande Florianópolis. O peso da região em relação à população catarinense é menos da metade: 15,9%.
O Vale do Itajaí é a região mais habitada do Estado, com 24,1% da população. São de lá 19,1% dos candidatos à Assembleia. Na região Norte, há equilíbrio entre os percentuais – em torno de 19%. Terceira região com mais habitantes, o Oeste tem 11,7% dos candidatos, mesmo percentual do Sul do Estado. O Planalto Serrano concentra apenas 4% das candidaturas.
Na prática, a concentração de candidaturas é prejudicial às regiões porque pode ter como efeito a fragmentação dos votos entre os diversos nomes.
As proporções de candidatos por região são semelhantes na disputa pelas 16 vagas catarinenses na Câmara dos Deputados. A Grande Florianópolis também conta com mais de um terço dos postulantes – 44 dos 131 ainda no páreo.

O preço para entrar no paraíso
Bombinhas aprova cobrança de R$ 20,53 ao dia por carro de passeio no município e levanta polêmica sobre aplicação da lei
Aaprovação da cobrança para a entrada de visitantes no município de Bombinhas pela Câmara de Vereadores levanta questionamentos e expõe algumas incertezas no município do Litoral Norte nos últimos dias. A reação dos empresários à regulamentação da Taxa de Preservação Ambiental (TPA) de R$ 20,53 por carro, confirmada segunda-feira, foi um pedido de adiamento à prefeitura. Além de dúvidas sobre como a arrecadação será investida, a Associação Empresarial (Aemb) quer saber mais sobre o modelo de prestação de contas e o funcionamento do sistema.
De acordo com o projeto de lei do Executivo, a cobrança da TPA deverá ser feita no período entre 15 de novembro e 15 de abril, já a partir de 2014. Para evitar filas, a entrada de Bombinhas não terá cancelas, mas um equipamento similar a um radar lerá as placas e fará a verificação. Quem não fizer o pagamento durante a estadia em estabelecimentos conveniados, como bancos, comércio e internet, receberá a conta em casa. Se houver inadimplência, o dono do veículo será protestado.

MOACIR PEREIRA

Parceria
Advogado e professor Cesar Pasold comemora com familiares e colegas uma nova conquista. O escritório Pasold acaba de fechar parceria com o grupo Marcelo Tostes Advogados, com sede em Belo Horizonte e presença em sete Estados da Federação. Está entre os 10 maiores escritórios de advocacia do Brasil.

CACAU MENEZES – Interina

O país da cirurgia plástica
Pela primeira vez uma pesquisa realizada pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética apontou o Brasil como o país com maior número de cirurgias plásticas do mundo, ultrapassando os Estados Unidos. Em terceiro lugar aparece o México. No ano passado foram realizados cerca de 1,5 milhão de procedimentos desse tipo por aqui quase 13% do total mundial.
O Brasil não teve um ranking por Estado, mas para o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional SC, Paulo Roberto Mendes, Santa Catarina se destaca no cenário nacional.
– Nós operamos muito. Somos 163 cirurgiões plásticos no Estado e cerca de 70 em Florianópolis. É uma média alta em relação a outras cidades do país – afirma Mendes.
O clima praiano e o cuidado que as catarinenses têm em relação ao corpo são só dois exemplos de razão para o aumento da procura pela cirurgia plástica. Mendes também cita o avanço nos procedimentos, proporcionando uma recuperação mais rápida.
Na Capital, a procura feminina é por lipoaspiração no abdômen, flancos e culotes e aumento de prótese mamária. Os homens também entram na lista em busca da lipoaspiração, mas também investem em cirurgias de pálpebra e nariz.

COLUNA RAÚL SARTORI

Detalhes
Seis a cada 100 candidatos às eleições de 2014 são advogados. No total, 1.406 advogados estarão tentando uma oportunidade na política em todo o país. Este número equivale a 6% dos 25,3 mil candidatos.

SITE OAB/SC

Presidente da OAB/SC manda abrir processo ético-disciplinar contra advogado que agrediu jornalista
O presidente da OAB/SC, Tullo Cavallazzi Filho, determinou nesta sexta-feira (01/08) que seja aberto “de ofício”, ou seja, sem representação de terceiros, processo ético-disciplinar contra advogado que agrediu jornalista do Grupo RIC Record, na última quinta-feira (31/7). A medida está prevista na Lei 8.906/94 (Estatuto da Advocacia), nos casos em que a repercussão seja prejudicial à imagem da advocacia.
Ontem (quinta-feira), a entidade divulgou nota oficial na qual defendeu a liberdade de expressão como direito fundamental e repudiou todo e qualquer ato de violência. Na mesma nota, a OAB/SC informou que qualquer cidadão pode representar contra advogado, caso se sinta lesado em seus direitos. Nesses casos, havendo indícios de má conduta profissional, a entidade abre processo ético-disciplinar.

“O repórter da RIC TV Record de Florianópolis Nader Khalil foi agredido por um advogado, na manhã desta quinta-feira, com um soco no rosto no estacionamento do Supermercado Angeloni, no bairro Ingleses. Khalil fazia matéria a respeito de uma ação por acidente de trabalho defendida na Justiça pelo advogado Guido Caçador Neto, que teria resultado no pagamento de uma indenização de R$ 380 mil, quantia que não foi repassada à cliente.”