PORTAL G1/SC E DIÁRIO DE IGUAÇU (CHAPECÓ) (18/12/2018)

Publicado em 18 de dezembro de 2018

Governador eleito de SC anuncia nomes dos futuros secretário de Agricultura e Pesca e procuradora-geral do Estado
Ricardo de Gouvêa e Célia Iraci da Cunha vão assumir os postos a partir de 1º de janeiro.
O governador eleito de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), anunciou nesta segunda-feira (17) os nomes de Ricardo de Gouvêa como futuro secretário de Estado de Agricultura e Pesca e de Célia Iraci da Cunha como procuradora-geral do estado. Eles tomarão posse dos cargos no dia 1º de janeiro de 2019.
Secretário
A pasta representa 14% do Produto Interno Bruto (PIB) do estado, segundo o governo. Gouvêa tem mais de 30 anos de experiência no agronegócio. É conselheiro executivo e fundador do Instituto Catarinense de Sanidade Agropecuária (Icasa), e diretor-executivo do Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados do estado (Sindicarne) e da Associação Catarinense de Avicultura (ACAV).
Ele também é membro do Conselho Temático do Agronegócio na Confederação Nacional da Indústria (Coagro/CNI), da Câmara Temática do Sistema Unificado da Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa), do Conselho da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Faesc), da Câmara de Produção Integrada da ABPA e do Fórum Nacional do Sistema de Integração (Foniagro).
O futuro secretário faz parte ainda do Conselho da Associação de Proteína Animal (ABPA), acompanhou missões internacionais para abertura de novos mercados como Rússia, Cingapura, Japão e Coreia do Sul, e desenvolveu o trabalho de contratação e acompanhamento da assessoria prestada por um instituto italiano durante 3 anos ao sistema de Defesa Sanitária de Santa Catarina.
Procuradora
Célia é a segunda mulher anunciada para compor a equipe. Ela é funcionária pública estadual desde 2001, quando entrou como técnica judiciária no Tribunal de Justiça. A servidora foi para aProcuradoria-Geral do Estado em 2006, por meio de concurso público, e foi por cinco anos procuradora regional de Chapecó, nas áreas fiscal e contenciosa.
Em 2012, Célia passou a atuar em Florianópolis, nas áreas de gestão de ações repetitivas, patrimonial, administrativa e execução de sentença, consultoria jurídica e em pareceres em outras áreas. Ela é a segunda mulher a comandar a Procuradoria-Geral desde de 1997.