Jornal A Tribuna – Criciúma (8/6/2016)

Publicado em 8 de junho de 2016

Estado aguarda notificação de bloqueio de contas e avalia atuais contas com HSJ
Após o bloqueio de R$ 7,4 milhões de suas contas ser determinado pela Justiça Federal, o governo estadual segue sem ser notificado sobre a decisão judicial. Conforme a assessoria da Procuradoria do Estado, só após a notificação a possibilidade de entrar com recurso contra esta medida estará em avaliação. O procurador geral do Estado, Daniel Cardoso, (sic) alega que, com a entrada do mês de junho, o governo está contabilizando o valor atual da dívida mantida com a instituição.
“A Secretaria de Saúde está fazendo um levantamento dos valores. Nossa proposta inicial era abater da dívida os valores do convênio da obra em execução no hospital, mas não foi aceito pela entidade”, afirma Cardoso. A assessoria da Secretaria de Estado da Saúde também não confirma qualquer repasse para a instituição nesta e na próxima semana. A reportagem tentou entrar em contato com o vice-governador, Eduardo Pinho Moreira, mas não conseguiu contato.
A Prefeitura de Criciúma, no entanto, já busca formas de reaver a decisão judicial através de entrada com recurso. Para a administração, em acerto de contas o Estado admitiu dever R$ 8 milhões ao município, o que abonaria esta dívida da Prefeitura com o hospital. A dívida em questão estaria avalia em aproximadamente R$ 6 milhões. “Esta determinação foi um equívoco. Já estamos mobilizando uma equipe para garantir o recurso em Porto Alegre”, diz o prefeito Márcio Búrigo.